Quinta, 21 de Outubro de 2021 09:51
(99) 98133-6017
Cidades NEGLIGÊNCIA

Família denuncia que criança de três anos morreu por negligência médica em Montes Altos

Na Casa Alívio do Sofrimento não médicos, enfermeiros e falta até medicação simples.

14/10/2021 14h34 Atualizada há 6 dias
Por: Angra Nascimento
Beatriz, três anos, morreu por falta de atendimento médico.
Beatriz, três anos, morreu por falta de atendimento médico.

MONTES ALTOS – A família da pequena Beatriz Gomes Soares, de apenas de três anos, que morreu no último dia 5 deste mês, em Montes Altos, denuncia que houve negligência médica por parte da Secretaria Municipal da Saúde. A criança deu entrada em estado grave no Hospital Municipal Casa Alívio do Sofrimento, e pasmem, foi mandada de volta para casa sem passar por uma avaliação médica.  

De acordo com informações da família, Beatriz apresentou diarreia, vômito e febre alta, na segunda-feira do dia 5 de outubro, pela manhã, foi levada ao hospital, e sequer foi medicada. Aliás, na gestão do prefeito Domingos França, que foi eleito como o salvador da pátria, a Casa Alivio do Sofrimento não tem médicos, enfermeiros, e nem remédios. 

“Minha neta foi levada ao hospital pelo menos três vezes num espaço de 24 horas. No local tinha apenas técnicos de enfermagem, que se quer medicaram a criança, mandando para casa todas as vezes em que procuramos socorro. Como pode mandar uma criança para casa com 40 graus de febre, vômito e diarreia?”, denuncia a avó da criança, Maria Belém. 

Após várias idas ao pronto socorro sem conseguir internação para a criança, tampouco, uma avalição com pediatra, Beatriz foi levada de volta para casa no fim da tarde de segunda-feira. Após passar a noite toda vomitando, a família, mais uma vez levou a menina ao hospital, mas a criança já deu entrada sem vida na unidade de saúde.

“Tenho certeza de que se minha neta tivesse sido avaliada por um médico pediatra ou mesmo até um clínico geral, teria sido medicada, e não teria morrido. Agora, vou lutar com todas as minhas forças para que os responsáveis por tamanha negligência sejam punidos e respondam pela morte dela”, garante Maria Belém, que pretende acionar a Promotoria de Justiça. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.