21°C 38°C
Imperatriz, MA
Publicidade

Furto de energia elétrica no país atinge record em 2023

Equatorial Maranhão atua para combater prática criminosa, que cresceu 20% no Brasil no ano passado.

21/06/2024 às 21h16 Atualizada em 21/06/2024 às 21h23
Por: Angra Nascimento Fonte: Assessoria de Comunicação
Compartilhe:
A Equatorial Maranhão atua para combater o furto de energia elétrica, que cresceu 20% no Brasil.
A Equatorial Maranhão atua para combater o furto de energia elétrica, que cresceu 20% no Brasil.

IMPERATRIZ - Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), divulgada na última semana, constatou um aumento significativo no furto de energia elétrica no Brasil em 2023, com um acréscimo de 20% em relação ao ano anterior. A energia elétrica furtada totalizou 40,78 TWh (terawatts por hora), superando os 34,15 TWh registrados em 2022, o que representa 17% da energia elétrica consumida, o suficiente para abastecer 13 estados e o Distrito Federal. 

Dentre as regiões do país, a Norte foi a mais impactada, sendo responsável por quase metade da energia de baixa tensão furtada no último ano, com 46,2%. Em seguida, aparece a região Sudeste, com 18,8% do total, seguida pela Nordeste, com 13,5%, ocupando o terceiro lugar no ranking.

Continua após a publicidade

Um levantamento feito pela Equatorial Maranhão revela que, somente em 2023, o Maranhão teve um aumento de 28% nas perdas de energia elétrica, em relação ao ano anterior. A taxa de perda de energia do estado atingiu 17,91% e, nos primeiros meses deste ano, o número já alcançou 18%.

“Esses números representam uma perda anual estimada em cerca de R$ 380 milhões e o estado deixa de arrecadar em torno de R$ 40 milhões em impostos sobre a fatura de energia elétrica. Esses valores poderiam ser revertidos em melhorias para toda sociedade”, destacou o Executivo de Recuperação de Energia da Equatorial Maranhão, Sandro Rabelo.

A Equatorial Maranhão atua continuamente para combater práticas ilegais relacionadas aos furtos de energia, investindo em ações de conscientização para garantir um fornecimento de energia elétrica de qualidade e segura para todos os seus clientes. Em parceria com a Polícia Civil, a Distribuidora realiza operações de combate a adulterações de equipamentos de medição, desvios de energia elétrica, além de ligações clandestinas, conhecidas por gambiarras, identificando as irregularidades e os responsáveis pelas intervenções. Somente este ano, a Concessionária atuou em 23.231 operações em todo o Maranhão.

O Executivo de Recuperação da Distribuidora explica que a empresa possui equipes específicas, que diariamente fiscalizam as unidades consumidoras com o intuito de verificar se as condições de segurança dos padrões dos consumidores estão de acordo com as normas técnicas. “Em casos que possuem suspeita de indícios de irregularidades, informamos a Polícia Civil que, por meio da DDSD, conduz as devidas investigações e as ações de combate ao furto. No ano passado, mais de 60 pessoas foram presas em flagrante no Maranhão e mais de 50 casos estão sendo investigados em todo o estado”, pontuou o Executivo.

Furto de Energia

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), as perdas de energia elétrica referem-se à energia gerada que passa pelas linhas de transmissão e redes de distribuição, mas que não chega a ser comercializada, seja por motivos técnicos ou comerciais. Denominadas como perdas não técnicas, os furtos de energia são originados por práticas de ligações clandestinas, desvio direto da rede, adulterações no medidor, erros de leitura, medição e faturamento. Essas perdas também são conhecidas popularmente como “gatos”.

O furto de energia, além de ser uma prática criminosa prevista em lei no artigo 155 do Código Penal, traz prejuízos para a população e para a concessionária de energia elétrica. As fraudes podem causar interrupções no fornecimento de energia de serviços essenciais, como escolas e hospitais, já que consumidores ligados de forma clandestina sobrecarregam o sistema elétrico, podendo causar acidentes com incêndios e explosões, colocando em risco a segurança de todos.

A prática causa prejuízos que englobam desde custos de materiais e mão de obra para recomposição das redes elétricas, até impactos no orçamento de ações de manutenção, operação, expansão e modernização do sistema elétrico, entre outros.

É importante ressaltar que, furtar energia elétrica, seja por ligação clandestina ou adulteração do medidor, é considerado crime previsto em lei. Ao presenciar ou identificar essas irregularidades, denuncie para a Polícia Civil e também para a Equatorial Maranhão, pelo site: www.equatorialenergia.com.br ou pela Central de Atendimento 116 (ligação gratuita), sem necessidade de identificação por parte do denunciante. Depois de registrada a denúncia, a Distribuidora encaminha equipes para as inspeções conforme previsto na legislação do setor elétrico.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Sem foto
Sobre o município
Notícias de Imperatriz - MA
Ver notícias
Imperatriz, MA
34°
Tempo limpo

Mín. 21° Máx. 38°

36° Sensação
7.2km/h Vento
43% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h20 Nascer do sol
06h11 Pôr do sol
Qui 37° 21°
Sex 37° 20°
Sáb 37° 20°
Dom 38° 23°
Seg 38° 21°
Atualizado às 13h03
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,63 +0,68%
Euro
R$ 6,11 +0,63%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,11%
Bitcoin
R$ 396,104,99 +0,60%
Ibovespa
126,720,62 pts 0.1%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade