Quarta, 26 de Janeiro de 2022 20:46
(99) 98133-6017
Cidades MELHORIAS

Prefeito Assis Ramos realiza reunião com DNIT e construtora responsável pela duplicação da BR-010

Prefeitura busca soluções para trechos de estrangulamento na travessia urbana e cobra informações sobre o andamento da obra.

12/01/2022 16h42
Por: Angra Nascimento Fonte: Assessoria
Assis Ramos reforça que o Município continua buscando soluções para a situação emergencial que Imperatriz passa.
Assis Ramos reforça que o Município continua buscando soluções para a situação emergencial que Imperatriz passa.

IMPERATRIZ - Na manhã desta quarta-feira (12), o prefeito Assis Ramos reuniu-se com engenheiros do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e da EDECONSIL, construtora responsável pela obra de duplicação da BR-010. Na ocasião, foi tratado sobre assuntos relacionados a obra Federal e a urgente solicitação, por parte da Prefeitura, por intervenções em trechos da rodovia que atravessam os riachos Bacuri e Capivara.

Acompanhado do secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos (SINFRA), Zigomar Filho, o gestor solicitou às entidades melhorias nesses pontos de estrangulamento da BR-010, para buscar soluções aos transtornos causados pelas chuvas e alagamentos nos trechos. Por conta do grande fluxo de água, observa-se que aumentar a vazão e capacidade de drenagem, amenizará a desobstrução da rodovia em períodos chuvosos, com maior escoamento.

Ressaltando a importância do diálogo e cooperação entre as entidades, o prefeito Assis Ramos reforça que o Município continua buscando soluções para a situação emergencial que Imperatriz passa. “Acreditamos que essas duas intervenções irão melhorar o fluxo das águas. A resposta deles é que precisamos agora dar entrada de forma oficial, documentando e oficializando os pedidos. Vamos atrás da Bancada Federal, buscando os recursos necessários”, diz.

O chefe da unidade regional do DNIT de Imperatriz, Gilvan Nascimento, comenta que mediante a oficialização do pedido feito pela Prefeitura, o órgão vai trabalhar para que seja autorizada a execução das intervenções pela EDECONSIL, dentro das viabilidades econômicas. “Os estudos já foram feitos, junto com o projeto da duplicação. Então, teremos que verificar agora as possibilidades de serem liberados valores suficientes para as intervenções. Estamos otimistas e trabalharemos para que seja feito o mais rápido possível”, completa.

Outra situação discutida entre gestor e representantes foi sobre o andamento da duplicação da BR, que já perdura por seis anos. Assis Ramos solicitou para os responsáveis as projeções de finalização da obra Federal. “Todo imperatrizense quer a conclusão. Apesar de estar sendo executada, é de forma lenta e isso traz transtornos. Tivemos como resposta que a obra está em andamento e aguardam recursos para as próximas etapas e, também, iremos buscar essa situação junto da Bancada. Queremos conforto para entrar e sair da nossa cidade, de forma rápida e segura”.

O responsável pela obra de duplicação da EDECONSIL no trecho urbano de Imperatriz, o engenheiro Fernando André, informou que a empresa está em contato com o DNIT, para o andamento das posteriores etapas. “A obra está em pleno andamento e estamos focados agora em realizar a liberação das duas marginais, do início do trecho, interligando com as duas etapas que foram entregues em 2021”, explica.

O secretário Zigomar Filho acrescenta ainda que além da solicitação das intervenções, buscando mais segurança aos condutores dos veículos, a Prefeitura, através da Sinfra, realizará cooperações para mais melhorias nos trechos da rodovia. “As intervenções visam minimizar a problemática de alagamentos nesses dois pontos críticos dos riachos. Também discutimos a parceria através da Sinfra, a Prefeitura vai entrar também com a parceria com a Iluminação Pública em todo o percurso da travessia urbana”, diz.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.