Quarta, 08 de Dezembro de 2021 12:33
(99) 98133-6017
Cidades PROJETO DE LEI

Projeto de Hildo Rocha, que cria a Ride da Grande Imperatriz, é aprovado na Comissão de Desenvolvimento Urbano

A proposta já havia sido aprovada na Comissão de Integração Nacional.

20/11/2021 07h44 Atualizada há 3 semanas
Por: Angra Nascimento Fonte: Assessoria
Projeto é de autoria do deputado Hildo Rocha.
Projeto é de autoria do deputado Hildo Rocha.

BRASÍLIA - O deputado federal Hildo Rocha, autor do Projeto de Lei Complementar nº 522/2018 que propõe a criação da Região Integrada de Desenvolvimento da Grande Imperatriz (Ride) comemorou a aprovação do projeto no âmbito da Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU).

A proposta já havia sido aprovada na Comissão de Integração Nacional. Agora, na CDU, o projeto do parlamentar maranhense recebeu parecer favorável do relator Leonardo Picciani, em sessão presidida pelo deputado José Priante.

“Agradeço aos colegas deputados Picciani, Priante e demais parlamentares que contribuíram para mais uma vitória alcançada em relação à tramitação desse projeto que vai gerar inúmeros impactos positivos na economia de diversos municípios maranhenses, localizados na Região Tocantina do Maranhão, incluindo-se, obviamente, Imperatriz, e municípios do Tocantins, que estão localizados na outra margem do rio que separa os dois Estados (Maranhão e Tocantins)”, destacou Hildo Rocha.

Fortalecimento da economia e geração de empregos

O deputado ressaltou que a instalação da Ride da Grande Imperatriz dará enorme impulso à economia da Região por meio da criação de dispositivos legais e procedimentos administrativos que possibilitam a geração de incentivos fiscais para atrair empresas que irão investir na região e gerar empregos e tributos para os municípios e para os Estados inclusos no projeto (Maranhão e Tocantins).

“Isso significa mais empregos, mais riqueza e, consequentemente, melhor qualidade de vida para todos. Os municípios beneficiados por essa iniciativa podem firmar convênios para unificar normas e critérios referentes aos serviços públicos, como tarifas de operadoras de telefonia celular, passagens urbanas e energia elétrica, entre outros benefícios”, argumentou Hildo Rocha.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.