Quinta, 21 de Outubro de 2021 09:21
(99) 98133-6017
Cidades INICIATIVA

Semus e Segov debatem parcerias com faculdades para atendimento à população de Imperatriz

Acompanhamento pós-covid e serviços multidisciplinares para autores de violência doméstica fazem parte das parcerias com as unidades de ensino.

22/09/2021 22h51 Atualizada há 4 semanas
Por: Angra Nascimento Fonte: Assessoria
Encontro foi realizado no gabinete da Secretaria de Saúde.
Encontro foi realizado no gabinete da Secretaria de Saúde.

IMPERATRIZ - Os secretários Alcemir Costa (Saúde) e Eduardo Soares (Governo) reuniram-se nesta quarta-feira (21), para dialogar sobre parcerias com unidades de Ensino Superior de Imperatriz. A diretora executiva, Edna Ventura, e a superintendente Divina Leide, ambas da Segov, também participaram do encontro. 

Dentre os assuntos abordados, estão o acompanhamento pós-covid  e o Centro de Atendimento ao Autor de Violência contra a Mulher. O primeiro será desenvolvido em parceria com a Unisulma e após ajustes técnicos, será amplamente divulgado à sociedade em geral. Já o segundo, funcionará em ação conjunta com a Fest.

"Essas parcerias são importantes para construirmos uma gestão de saúde participativa e que contemple a nossa população. O centro de atendimento aos agressores é uma ação que envolve várias secretarias e vem fortalecer a rede de proteção à mulher, a partir do acompanhamento do agressor. Nós, enquanto Secretaria de Saúde, vamos disponibilizar profissionais para esse atendimento. O pós-covid também se faz necessário, visto que estudos mostram algumas sequelas em quem teve a doença. Vamos continuar  trabalhando  para atender a população, e em breve a comunidade terá acesso a estes serviços", destaca Alcemir.

Ressocialização

O centro de ressocialização para homens que cometem violência contra mulher tem por objetivo educar e conscientizar para que eles não voltem a cometer esse crime. Eles terão acompanhamento psicológico, assistência social e outros suportes necessários nesse trabalho. 

Ação envolve as secretarias de Saúde, Políticas para Mulher, Desenvolvimento Social e de Governo e Projetos Estratégicos. O Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) também integra o projeto. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.